É VERDADE? FAZ SENTIDO? OU É ENROLAÇÃO?

Durante as Eleições Municipais de 2016, o Meu Rio realizou mais uma edição do Detector de Mentiras,
checando ao vivo os debates do 1º e 2º Turno das Eleições para Prefeitura do Rio.



Apoie nossa luta:

Uma plataforma apartidária com um único compromisso: a verdade.
Em 2016, reunimos especialistas em Mobilidade, Urbanismo, Meio Ambiente, Segurança, Educação, entre outros, para analisar as declarações dos(as) candidatos(as) durante o último debate eleitoral do primeiro e segundo turno das eleições municipais e verificar se estavam dizendo a verdade ou enrolando o eleitor.
As análises produzidas pelos especialistas foram divulgadas em tempo real pelo Facebook e Twitter do Meu Rio, atingindo milhares de pessoas pouco tempo antes da eleição.
Para que o Meu Rio possa continuar fazendo seu trabalho, precisamos da sua ajuda! Seja um financiador do Meu Rio e vamos continuar na luta por uma cidade melhor para todos e todas!



                                    





POR QUE CRIAMOS O DETECTOR DE MENTIRAS?


O Meu Rio é uma Rede de Ativismo e Mobilização que fomenta a participação social nos espaços de tomada de decisão da cidade. Existimos porque acreditamos que só na luta por mais participação e construção de espaços democráticos conseguiremos fazer do Rio de Janeiro uma cidade mais inclusiva, acessível, colaborativa e sustentável. Mas não existe participação sem informação e com certeza, a primeira grande forma de participar - que não pode jamais ser vista como a única - é através do voto. Por isso acreditamos que todos nós devemos estar preparados e com muita informação sobre nossas opções antes de escolher um candidato.

Afinal, é ele quem vai gerir a nossa cidade nos próximos quatro anos. Pensando nisso é que desenvolvemos o Detector de Mentiras, que analisa o que é prometido por todos os candidatos, independente do partido. Somos uma organização apartidária, independente e temos o embasamento e a transparência como um dos nossos principais norteadores. Por isso, não podíamos ficar parados durante as campanhas eleitorais de 2016. 
Realização: 




Projeto gráfico por: